Segunda-feira, 3 de Julho de 2006

maio

flores silvestres

 

Maio acordava

quando me puseste flores no cabelo

e me deitaste de costas

sobre a relva fresca.

Maio cantava

quando teu corpo entrou no meu

para aí adormecer de prazer.

Maio cantava

e o cantar de Maio era o meu gemido.

 

tags:
publicado por M. Belo às 17:34
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De jmnk a 4 de Julho de 2006 às 12:41
Maio maduro Maio
quem te pintou
quem te quebrou o encanto
nunca te amou

J. Afonso

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

.Fevereiro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. cores de outono

. Aos amigos

. Aos novos papás

. aos amigos

. memória do natal

. novo ano

. ainda a memória

. memória

. todas as esperas

. Em Ti

.arquivos

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds